F (31).jpg

quem sou

é um prazer enorme receber você aqui para que conheça um pouco mais do meu trabalho: nesta página você pode ler um pouco sobre as influências acadêmicas, afetivas e artísticas que moldam minha forma de ver - e fotografar - o mundo.

 

meu nome é Gabriel Juan, tenho 21 anos, moro em Belo Horizonte - MG e sou fotógrafo especialista em ensaios femininos há mais de três anos.

MACHADAO%20(230)_edited.jpg

raízes

nasci em Paraisópolis e cresci em Cachoeira de Minas, ambas cidadezinhas localizadas no interior do sul de Minas Gerais.

 

o pouco contato com a cidade grande, nessa época, moldou em mim um olhar humilde e sensível com a natureza a as pessoas ao meu redor, e esse olhar inevitavelmente se manifesta nas fotografias que produzo todos os dias.

IMG_5911.JPG

aluno nota 10

no ensino médio me formei como Técnico em Informática pelo IFSULDEMINAS e atualmente curso minha graduação em Jornalismo na UFMG.

 

a maior parte do meu conhecimento em fotografia é autodidata, e procuro sempre incrementá-lo participando de workshops online e lendo muitos livros sobre o assunto.

 

os assuntos que mais me interessam no momento, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional e acadêmico são ‘fotografia artística experimental’, ‘política e comunicação social’ e ‘marketing digital’.

IMG_0858_edited.jpg

o que me faz feliz?

pra começar, eu simplesmente amo viajar, acampar, escalar, trilhar, pedalar e caminhar.

 

acho que esses rolês aventureiros são oportunidades perfeitas de admirar paisagens maravilhosas, me conectar com a natureza e, ao mesmo tempo, comigo mesmo.

 

melhor do que viajar é viajar ouvindo música: acredito que música e fotografia são formas de expressão artística muito complementares e, sem sombra de dúvida, percebo que produzo fotos mais inspiradoras nos meus ensaios e nos passeios que faço quando estou acompanhado de uma boa trilha sonora.

2018-08-21 12.09.53 1.jpg

intenções e expectativas

ter um registro em imagem de si mesmo(a) já foi, no passado, algo inacessível para a maioria de nós: apenas os governantes e religiosos mais ricos podiam gozar do luxo de ter sua própria imagem representada em um suporte artístico, antes na forma de pinturas e esculturas e, mais tarde, através da fotografia.

 

hoje em dia o mundo mudou, e a fotografia está cada vez mais democrática e popularizada do que nunca: câmeras de excelente qualidade estão guardadas nos nossos bolsos, na forma de mais uma das muitas partes do corpo dos nossos smartphones.

 

as câmeras em si vieram, mas a fotografia como um ‘fazer artístico’, repleto de construções conceituais e subjetivas, infelizmente se manteve incompreendida e distante da vida da maioria das pessoas.

 

portanto minha missão, como fotógrafo, é reverter essa situação através do meu trabalho: respaldado por valores inegociáveis como representatividade, pluralidade, subjetividade e sensibilidade, quero tornar a fotografia artística um meio de expressão pessoal acessível e interessante para todas as pessoas, desconstruindo a ideia de arte como propriedade elitista.

PICOMARINS (173).jpg

quem me inspira a ser melhor?

fotógrafos, professores, artistas, influenciadores, empreendedores, etc...

conheça abaixo algumas das pessoas que orientam e enriquecem minha forma de pensar o mundo, todos os dias: